Desperte a Vocação de Seus Filhos bem cedo

Updated: Mar 26, 2019



Todos temos diferentes talentos. Alguns deles descobrimos muitas vezes por acaso. Podemos ajudar nossos filhos a desenvolverem seus próprios talentos, de forma que possam desde cedo aprender uma profissão ou hobby e que tenham alegria em fazê-lo.

Muitas vezes transferimos os nossos sonhos para nossos filhos. Uma mãe que não conseguiu ser bailarina pode ter o sonho de ter uma filha bailarina, o que é louvável, mas devemos lembrar que a criança precisa gostar e querer fazer aquilo. Não podemos forçá-los, nem tê-los sobrecarregados com as nossas aspirações. A melhor forma de despertar um talento em uma criança é apresentar a oportunidade, então a própria poderá tentar e fazer por um tempo até perceber seu próprio potencial, e se for um talento que ela possua, ela mesma se esforçará em ir fundo sem sentir que seja um fardo.

O mesmo acontece conosco. Descobrir uma profissão rentável que traga realização não é tarefa fácil. Enquanto adultos muitas vezes passamos por transições, devido à falta de emprego ou oportunidades.

Gênios como o compositor Wolfgang Amadeus Mozart(1756-1791) ou o físico Albert Einstein(1879-1955) que parecem ter nascido com sua vocação, somam apenas 5% da população do planeta. Para a grande maioria de nós, é um processo trabalhoso marcado por dúvidas e muitas vezes angústia.

Para escolher uma carreira devemos levar em conta o interesse, as habilidades e as aptidões. Ou seja, vocação nasce da combinação entre genética e o ambiente em que se vive.

Na infância desenvolvemos habilidades que são estimuladas. Isso pode depender da condição socio-econômica da família. Tanto enquanto crianças ou adolescentes, é importante que a pessoa tenha espaço para experimentar e descobrir seus gostos. Sem um ambiente favorável não há como aptidões genéticas florescerem. Geralmente quem não tem essas oportunidades, demora mais quando adulto a se acertar profissionalmente.

A orientação vocacional consiste em apresentar ao estudante ou trabalhador o leque de chances que ele terá pela frente, de modo que listando as coisas que sabe e gosta de fazer, bem como entrando em contato com os profissionais da área para que a realidade da profissão se apresente é extremamente útil na escolha ou transição da carreira a seguir.

Se não temos como ter acesso a um profissional especializado em orientação vocacional, podemos aplicar algumas sugestões listadas abaixo:

  • Faça uma lista de seus dons e facilidades, bem como disciplinas favoritas.

  • Planeje quais objetivos espera de uma profissão com pés no chão.

  • Atente para o que o mercado de trabalho exige.

  • Avalie qual área de conhecimento precisa buscar para ser um concorrente forte em sua área.

  • Leve em conta diferentes perspectivas conversando com profissionais das áreas que se interessar.

  • Busque sempre se aperfeiçoar em um idioma estrangeiro, detalhe básico para qualquer profissão.

  • Analise o progresso e evolução da profissão escolhida.

  • Para nossos filhos adolescentes, o Guia do Estudante traz valiosas informações e também alguns testes vocacionais.

Acima de tudo, nunca se esqueça do fator felicidade. Gostar do que se faz, ter conhecimento e ser recompensado de acordo é garantia de sucesso na profissão.


  • Amazon Author
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
© C. A. AYRES 2000-2020 - All Rights Reserved