Criando uma Geração muito melhor que a nossa



Sou grata por meus pais. Mesmo que em muitas fases de minha vida, "meus pais" tenham sido meus queridos avós, meus tios, e também os pais dos meus amigos.

Aprender a respeitar os mais velhos e ouvi-los melhora conforme conquistamos nosso próprio lugar no mundo.

Hoje, ensinamos nossos filhos a nosso modo, e quantas vezes vivemos um certo "déjà vu" quando nossos filhos agem exatamente da maneira que agíamos com nossos mentores quando éramos mais jovens.

Ver nossos filhos alçarem voo às vezes nos causa certa ansiedade, porque dedicamos energia e tempo para que sejam pessoas de bem, e muitas incertezas nos fazem duvidar de nossos esforços quando "assistimo-los" aplicar toda a teoria.

Ainda é melhor construir humanos saudáveis do que reparar adultos perdidos. Pelo menos a grande maioria dos pais e mães hoje sacrificam seus próprios sonhos e dedicam-se a fazer o melhor pelos filhos. Ao mesmo tempo, ganhamos experiência, sabedoria e habilidades que formam nosso caráter e nos trazem preciosas bênçãos.

A verdade é que nunca entendemos completamente o amor de nossos pais até que nos tornemos pais. Nossos filhos são nossa alegria, e a principal razão que temos para viver todos os dias. E todos os dias estamos depositando preciosas memórias nos corações e mentes de nossos pequenos.

Família: A Escola do Amor

Da mesma forma que um bebê quando nasce tem a necessidade de ser protegido, cuidado, amado, um adulto também tem. Em épocas de #DigaSimàVida, temos que lembrar que esta preciosa vida não se resume apenas ao direito de nascer, mas também a nossa responsabilidade em ensinar seres humanos a saberem lidar com o mundo que os rodeia.

É muito complicado, porém, ensinar nossos filhos que precisam agir de uma determinada forma para serem amados. O que temos que lhes cravar na alma é que descubram-se e vençam a si mesmos todos os dias. Eles não devem crescer com o pensamento que precisam ser amados para serem bons, honestos ou felizes. Eles precisam descobrir que podem ser inteiros, mesmo se o mundo todo estiver contra eles. Isso simplificaria a vida de nossas próximas gerações e diminuiria a frequência aos consultórios psiquiátricos.

Respeito é uma das qualidades que aprendemos, ou deveríamos ter aprendido, bem cedo. E da mesma forma precisamos ensinar esse conceito aos nossos filhos. Geralmente jovens que não respeitam os pais, não respeitam ninguém mais, nem eles mesmos. Respeito não é impor medo, mas dar o exemplo ao tratar uns aos outros.

Ser pais não significa apenas colocar crianças no mundo. A família é a escola do amor. É na família que aprendemos a amar e ser amáveis. Onde aprendemos a conviver uns com os outros.

Não queremos transferir a responsabilidade de ensinar isso aos nossos filhos nem queremos que eles respeitem e sejam amáveis somente com os outros, portanto precisamos construir um ambiente saudável, seguro e repleto de compreensão, para que nossos filhos cresçam e tenham suas memórias de amor, e assim consequentemente busquem alguém que tenha as mesmas experiências, e construam juntos seu próprio ninho.

Exemplo e Responsabilidade dos Pais

Nosso exemplo como pais começa quando cessamos as críticas a outros pais, inclusive os nossos. Podemos perdoar nossos pais, pois eles fizeram o que sabiam como aprenderam. Se falharam, nós também falharemos.

Por isso a sociedade hoje hipocriticamente se desfaz. Muitos clamam por ideais que não vivem, lançam palavras exigindo tolerância mas olham de cima e discriminam os diferentes de si mesmos, e acabam repetindo e aumentando o ciclo da guerra, repassando os mesmos sentimentos aos filhos.

Responsabilidade vem de dentro. É muito fácil a teoria do que "curtimos", "postamos", "compartilhamos", mas difícil a experiência do que vivemos no dia a dia. Não existem pais e mães perfeitos. Sejamos reais, acima de tudo. Precisamos parar de nos preocupar se nossos filhos realmente ouvem o que lhes ensinamos, e nos lembrarmos de que eles estão é observando como vivemos nossas vidas.

O melhor que podemos fazer por nossos filhos é tratá-los sempre como capazes de se tornarem tudo o que sonham e ao mesmo tempo aprenderem a lidar com a decepção, com a espera, com a realidade.

Passamos tempo demais querendo que nossos filhos sejam bons, quando na verdade eles já são maravilhosamente incríveis. Libertar o potencial que trazem em suas almas é o que mudará o mundo para melhor.


  • Amazon Author
  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
© C. A. AYRES 2000-2020 - All Rights Reserved